inês diz: odeio-te. morre.
(…)
diogo diz: posso dizer que és parva?
inês diz: não

Sem comentários: